quinta-feira, 25 de outubro de 2018

Limitações nos exercícios de Pilates para Gestantes

As contraindicações do Pilates na gravidez são relativas e não existe nenhuma que seja absoluta. Desde que a mãe e o bebê estejam saudáveis e o profissional que a acompanha tenha ampla experiência em trabalhar com Pilates na gravidez, os riscos são praticamente inexistentes. No entanto, deve-se estar atento a alguns sinais que podem indicar que esta não é a melhor hora de praticar os exercícios, como por exemplo:
  • Batimento cardíaco acelerado;
  • Pressão alta descontrolada;
  • Falta de ar;
  • Dor abdominal;
  • Sangramento vaginal;
  • Contrações muito fortes ou muito próximas;
  • Dor no peito.
O obstetra deve ter conhecimento que a grávida está praticando este tipo de atividade física porque em alguns casos é mais indicado não praticar nenhum tipo de atividade física durante a gravidez, especialmente se houver risco de aborto, se as contrações estiverem muito frequentes, se houver sangramento vaginal, ou se alguma doença for detectada como por exemplo pré-eclampsia, doença cardíaca ou pulmonar. Nestes casos não é somente o Pilates que é contraindicado, mas qualquer tipo de atividade física que possa comprometer o estado de saúde da mãe ou do bebê.
Apesar dos amplos benefícios, o pilates para gestantes exige algumas limitações. As alterações fisiológicas e biomecânicas da gestação pedem uma escolha de exercícios mais individualizada, visando garantir a segurança e aumentando o cuidado para não expor a gestante a riscos.
Alguns dos principais pontos em que é necessário cautela, de acordo com Lívia, são:
  • Bases instáveis e alturas: exercícios realizados sob bases instáveis e alturas exigem o máximo de cuidado, pois o centro de gravidade muda, os reflexos ficam diminuídos e não se pode correr o risco de queda;
  • Articulações e ligamentos: é necessário atenção com relação à instabilidade nas articulações e à hiperfrouxidão ligamentar, devido ao hormônio relaxina;
  • Intensidade: não é recomendável a realização de exercícios muito intensos, como saltos no Reformer, por exemplo. A gestante não deve chegar à exaustão.
Para quem lida com Pilates em Gestantes, algumas dicas:

- Curso Baby PIlates: É um método novo, adaptado pela instrutora Danielle Kühni, que tem como objetivo englobar todos os benefícios do Pilates no puerpério sem a mãe precisar ficar longe do seu bebê.

- Programa Mamãe Saudável - Esse programa é voltado para mulheres que estão planejando a gravidez, gestantes e mamães no pós parto.

- Curso online de Pilates em gestantes -  Acabe com todas as suas dúvidas sobre Pilates para gestantes: atenda alunas gestantes com segurança. Esse curso online tem exercícios, dicas, conteúdo e muita informação direcionado à essa população especial.

Popular

Contato

Contato

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Newsletter