segunda-feira, 6 de agosto de 2018

6 dicas para escolher um bom curso de Pilates




Você já tem certeza que o Pilates é realmente o que você quer fazer?
Então veja 6 dicas para você escolher  um bom curso de pilates:
  1. Procure fazer um curso em uma escola que já tenha experiência. Sempre pense no seu futuro e como isso será refletido lá na frente. Invista seu tempo e dinheiro com segurança. É melhor não arriscar.
  2. Pense no material didático: a escola oferece? Ele é dividido entre teórico e prático? Fornece conteúdo científico?
  3. Internacional: a escola oferece alguma possibilidade de você ter conhecimentos no exterior? Fazer estágio, intercâmbio ou algum curso? Isso agrega muito no currículo e na carreira!
  4. Turma: nunca faça um curso em que a turma tenha mais que 15 alunos. O ideal é que seja entre 10 e 12 pessoas por classe.
  5. Análise o Conteúdo Programático do Curso: compare o que cada escola oferece em seu conteúdo e veja qual tem o conteúdo mais rico e que você procura.
  6. Depoimentos: tente encontrar pessoas que se formaram pelas escolas e tente pegar depoimentos desses ex-alunos. Nada melhor que uma base comparativa.
Além disso, escolha os melhores materiais de estudo de pilates, que ampliarão os seus conhecimentos nessa nova modalidade de aprendizado.

Para trabalhar com Pilates, o instrutor necessite inicialmente, ser encantado pelo movimento, pela prática e pelo estudo. Quanto à formação, penso que o professor de educação física,e o fisioterapeuta, que estudam e vivenciam de maneira intensa o movimento. Dessa forma, seu aprendizado no Pilates pode ser mais claro. Seria bom ter experiência em movimento e conhecimento teórico e prático de Cinesiologia e outras ciências do movimento, mas mais que tudo uma boa formação em Pilates, que possua muitas horas presenciais e muita prática do repertório de exercícios de Pilates com e sem seus equipamentos e acessórios.


Popular

Contato

Contato

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Newsletter