segunda-feira, 16 de julho de 2018

Treinamento Funcional e a Educação Física


A atividade é baseada nos movimentos naturais do ser humano, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar.Os resultados são força, equilíbrio, flexibilidade, condicionamento, resistência e agilidade. Outros benefícios são a prevenção de lesões, melhorias cardiovasculares, a redução do percentual de gordura, o emagrecimento e a definição muscular.

É importante ressaltar que o Treinamento Funcional aplicado em indivíduos saudáveis é competência privativa do Profissional de Educação Física

Todo treinamento necessita de metodologia, periodização, conhecimento técnico e um profissional registrado junto ao CREF (Conselho Regional de Educação Física).
Quando o foco é treinamento funcional, é imprescindível que o professor domine a técnica necessária para cada aparelho utilizado: ketlebells, liberação miofascial, treinos suspensos, pliometria, corda naval, dentre outro inúmeros exercícios e aparelhos disponíveis no mercado.
5 aulas de Treinamento Funcional na Prática
Circuito funcional não é – e não pode ser – um "amontoado" de exercícios sem lógica. Bater a corda naval no chão, arremessar a bola, pular em um caixote e fazer exercícios suspensos é muito bacana, mas antes de iniciar qualquer atividade, discuta com seu professor sobre o programa de treinamento.
Compreender o processo como um todo é a melhor maneira de alcançar suas metas e objetivos, sem desperdiçar tempo ou correr riscos de lesões. Ótimos treinos!Você achou um guia (e-book) que vai te dar variedade de atividades no treinamento funcional! Clique aqui!

Popular

Contato

Contato

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Newsletter