quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Quer fazer faculdade de Odontologia? Então estude!







Para exercer a profissão, é obrigatório obter o registro do Conselho Regional de Odontologia (CRO), concedido a todos os bacharéis em Odontologia. Mais do que estudar as nuances que envolvem os dentes e seus entornos, profissionais formados em Odontologia precisam ter uma visão integrada da saúde do paciente.

Na odontologia, a gente dificilmente para de estudar porque somos bombardeados com muitas novidades, estudos e novas técnicas. Como saber quais são realmente boas e viáveis? Estudando. Estudar uma especialização é quase que obrigatório hoje em dia para se diferenciar no mercado de trabalho. Estude em livros e artigos científicos de renome. Ah, embora você encontre muito conteúdo bacana e que possa lhe despertar o interesse por saber mais, nada de "cortar caminhos" estudando pelo Instagram, hein?

É imprescindível a especialização nas regiões da cabeça e do pescoço, com aprofundamento no estudo da boca, da mandíbula, do maxilar e dos ossos da face. A grade curricular muda em alguns aspectos de universidade para universidade, mas o conteúdo das disciplinas difere pouco.
Após exatos oito anos, os cirurgiões-dentistas são autorizados a tratar seus pacientes com práticas consideradas complementares, como acupuntura, fitoterapia, terapia floral, cromoterapia, homeopatia e laserterapia. Essas são modalidades integrativas à saúde bucal, com bons resultados na busca da qualidade de vida e do bem-estar do paciente.


O profissional também pode iniciar a carreira em hospitais, clínicas odontológicas, postos de saúde, sindicatos, escolas e cooperativas. Outras opções incluem programas do governo, por meio de concursos públicos. Vários são os programas destinados a dentistas, entre os quais se destacam o Saúde da Família, o Brasil Sorridente ou, então, em unidades básicas de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS).

Popular

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Contato

Contato

Newsletter