quarta-feira, 30 de novembro de 2016

Cuidados no pré e pós operatório dentro da Enfermagem



Uma das áreas de atuação do enfermeiro dentro do hospital é o pré e pós operatório. E para sabermos qual é a função do enfermeiro em cada período desse, é preciso saber características desses dois períodos.

O período pré-operatório se inicia no momento em que se reconhece a necessidade de uma cirurgia e termina no momento em que o paciente chega à sala de operação. Ele está dividido em mediato (desde a indicação para a cirurgia até o dia anterior a ela) e em imediato (corresponde às 24 horas anteriores à cirurgia).
Já o período pós-operatório se inicia a partir da saída do paciente da sala de cirurgia e perdura até a sua total recuperação. Ele é dividido em mediato (após 24 horas e até 7 dias depois) e tardio (após 07 dias do recebimento da alta).

Tanto no período pré-operatório quanto no período pós-operatório, a atuação da enfermagem tem suas características.

Intervenções de enfermagem no pré-operatório:
  • Atender o paciente conforme suas necessidades psicológicas (esclarecimento de dúvidas);
  • Verificar sinais vitais;
  • Pesar o paciente;
  • Colher material para exames conforme solicitação médica;
  • Observar e anotar a aceitação da dieta;
  • Orientar higiene oral e corporal antes de encaminhar o paciente para o centro cirúrgico;
  • Manter o paciente em jejum, conforme rotina;
  • Fazer tricotomia conforme rotina;
  • Orientar o paciente a esvaziar a bexiga 30 minutos antes da cirurgia;
  • Retirar próteses dentárias, jóias, ornamentos e identificá-los;
  • Encaminhar o paciente ao centro cirúrgico
Já no período pós-operatório, o enfermeiro deve estar pronto para responder as dúvidas que o paciente e/ou familiares possam ter, bem como auxiliá-lo em suas necessidades básicas como na hora do banho, por exemplo. A atuação do enfermeiro é:
  • Receber e transferir o paciente da maca para o leito com cuidado, observando sondas e soro etc.
  • Posicionar o paciente no leito, conforme o tipo de anestesia;
  • Verificar sinais vitais;
  • Observar o estado de consciência (sonolência);
  • Avaliar drenagens e soroterapia;
  • Fazer medicações conforme prescrição;
  • Realizar movimentos dos membros superiores ou inferiores livres se possível;
  • Controlar a diurese;
  • Assistir psicologicamente o paciente e os familiares; Observar e relatar as seguintes complicações: (pulmonares "cianose, dispnéia, agitação"); Urinárias (infecção e retenção urinária); Gastrointestinais (náuseas, vômitos, constipação intestinal, sede); Vasculares (Cianoses e edemas); da ferida operatória (hemorragia, infecção e deiscência) e choque.

=

É muito importante o profissional de Enfermagem estar atualizado com conteúdos de qualidade. Os Cds Universitários tem conteúdo de diversas aulas para ajudar estudantes e profissionais nesta atualização. Veja os temas:

Popular

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Contato

Contato

Newsletter