quinta-feira, 28 de julho de 2016

10 dicas para alimentar corretamente seu cão

 http://www.petshopmagazine.com.br/wp-content/uploads/2012/03/gordo-1024.jpg
Cachorros adoram comer! Principalmente quando a ração é nutritiva e saborosa. E para que esse momento seja sempre prazeroso, você pode aproveitar as dicas a seguir.

1: Dê a quantidade certa.

É comum os cães comerem o que você servir, seja muito ou pouco. Por isso, você é o responsável por determinar essa quantidade visando a nutrição ideal para ele, sem ganho de peso excessivo.

Sirva a quantidade adequada, assim você evita que o cão se acostume mal e que fique obeso, adquirindo todos os problemas vindos dessa condição.

No site da Equilíbrio você pode descobrir a quantidade ideal de alimento que pode oferecer ao seu animal por dia. 

2: Torne o momento agradável.

Para evitar que o animal fique estressado e agressivo na hora das refeições, é bom acostumá-lo desde pequeno e tornar o momento o mais agradável possível.

Acostume o animal a ser servido por você ou outros membros da família, faça carinho nele enquanto serve, mas não o perturbe e nem tire o alimento antes que ele termine de comer tudo.

3: Não dê alimento humano ao seu cachorro.

Cães precisam de nutrientes diferentes do que os humanos necessitam - e alguns alimentos inofensivos para nós são extremamente tóxicos para eles.

Não dê restos da sua comida ao seu cachorro. Procure alimentos próprios, que possam ser completos e tenham sabor que agrade o seu animal. Além de ser mais saudável, não cria hábitos desagradáveis no cachorro. A ração é a melhor opção, pois além de prática, dentre todos os produtos Equilíbrio, é possível encontrar aquela ideal para a necessidade do seu cão.

4: Aprenda a trocar o alimento dele.

Se o animal perder o interesse pelo alimento oferecido, rejeitar ou se começar a crescer e precisar de outro alimento para a fase da vida atual, aprenda a trocar esse alimento sem causar problemas de adaptação física ou psicológica.

Troque gradativamente, misturando o novo alimento ao antigo, substituindo uma porção cada vez maior. Comece colocando 1/5 do novo alimento misturado a 4/5 do alimento anterior. A cada dia, aumente a quantidade da nova ração. 2/5, 3/5, 4/5, pronto! Em cinco dias você já concluiu a troca gradativa e a adaptação ao novo alimento deverá ser bem tranquila.

5: Divida as refeições:

Divida a quantidade recomendada para o seu cão em mais de uma refeição diária. O ideal são duas ou mesmo três refeições por dia, com a quantidade diária indicada na embalagem da ração, mas dividida em porções.

Dessa forma ele aproveita muito mais os nutrientes e não passa fome entre os intervalos da alimentação.

6: Não exercite o cachorro imediatamente após comer.

Assim como os humanos, eles podem ter má digestão, congestão, gases, diarreia e vômitos se forem se exercitar ou passear imediatamente após a refeição.

O melhor é esperar até uma hora antes de começar a brincadeira.

7: Não dê comida enquanto ele estiver agitado.

Se ele estiver muito ansioso ou agitado, dar o alimento pode reforçar esse comportamento.

Espere que ele se acalme, não incentive o comportamento, deixe que ele fique quieto e tranquilo e, só então, faça carinho e dê o alimento.

8: Escolha a tigela adequada.

O recipiente deve atender ao tipo físico do animal. Animais de focinho curto, por exemplo, podem comer em tigelas mais rasas.

Também é importante evitar material plástico, pois acumulam mais bactérias, racham com mais facilidade, podendo machucar o cachorro, além de soltarem partículas que podem ser engolidas e fazer mal.

9: Alimente vários cães separadamente.

Se você tiver mais de um cachorro, o ideal é alimentá-los separadamente, cada um com seu recipiente, para que não haja embate, brigas, confusão, ou que nenhum deles coma menos ou fique sem comer. Não permita distração de outros animais de estimação ou crianças, a interação pode distraí-los ou irritá-los.

10: Escolha o alimento adequado para ele.

Raça, tamanho, peso, idade, necessidades especiais, tudo isso deve ser levado em consideração antes de escolher o alimento correto para o animal.

Os nutrientes que o animal necessita e a quantidade mudam de acordo com a idade. Bem como obesidade, alergias e outros problemas de saúde podem criar a necessidade de uma ração com ingredientes especiais.

Fonte

Popular

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Contato

Contato

Newsletter