segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

O que trata a Fisioterapia na Geriatria?

Foto de Fisioterapia Geriátrica

A diminuição da capacidade funcional dos diversos órgãos e tecidos, é a principal característica do envelhecimento, e acarreta um risco aumentado de doenças, na sua maioria crônico-degenerativas, que estão se tornando cada vez mais prevalentes em nosso país. São afecções que não têm diagnóstico de resolutividade rápida e absorvem grandes quantidades de recursos materiais e de profissionais especializados.

A promoção e a atenção à saúde do idoso englobam medidas preventivas, restauradoras e reabilitativas, visando preservar, manter, restaurar ou desenvolver função, quer seja por distúrbios motores, sensoriais, cognitivos, psíquicos, sociais ou por variáveis múltiplas associadas, com o intuito de proporcionar qualidade de vida.

As doenças e problemas que atende-se no dia-a-dia:

• AVC (derrame)
• Alzheimer
• Doença de Parkinson
• Quedas e fraturas
• Pós-operatório de fraturas ortopédicas – prótese de quadril, prótese de joelhos, etc.
• Artrose
• Problemas de coluna
• Dor
• Problemas respiratórios
• Idosos fragilizados e acamados
• Idosos sedentários

As práticas preventivas ocupam, em qualquer especialidade, um lugar de destaque, sobretudo naqueles idosos cuja condição patológica geral tenha diminuído de forma significante suas possibilidades de mobilização e independência.

No envelhecimento, uma rápida deterioração, aliada a um baixo anabolismo, resulta em atrofias, advindo daí a necessidade da realização de exercícios, de forma regular e progressiva, exercícios estes que retardam as atrofias e degenerações.

Os exercícios, sempre dentro de uma programação, poderão ser desenvolvidos através de várias técnicas cinesioterápicas ou de diferentes formas de atividades físicas.

A indicação desta ou de outra modalidade se prende às condições físicas do próprio indivíduo e do seu grau de resistência à fadiga. Sempre haverá uma atividade física capaz de beneficiar o paciente idoso.

A prevenção de complicações secundárias é mais imperiosa naqueles casos de idosos acamados em consequência de um intervenção cirúrgica ou de enfermidades, os quais chegarão prontamente a perder grande parte de seus movimentos se não forem submetidos a tratamentos postural e profilático adequados.

Possuímos CD com artigos e matérias sobre Fisioterapia na Geriatria e outras especialidades. Veja:



Popular

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Contato

Contato

Newsletter